Segunda-feira, 10 de Setembro de 2007

Festa de Nossa Senhora das Graças 2007

A Força da Tradição….

 

                        Um costume inquebrável...

 

 

            No dia 25 e 26 de Agosto (último Domingo), como é costume, celebrou-se a festa em Honra de Nossa Senhora das Graças com milhares de fiéis locais e visitantes.          No dia 25 e Agosto a bonita procissão de Velas com missa campal no Largo das Fontes e no dia 26 a majestosa procissão pelas principais ruas da povoação, com o tradicional e secular costume de se colocarem oferendas nas fitas do andor da Virgem como dinheiro e outros objectos (fios, medalhas ou brincos em ouro) como forma de cumprimento de promessas feitas ao longo do ano.

            São momentos únicos, cheios de fé e com muita intensidade sentida por todos os carçonenses.

            Quanto à tradição é já muito antiga, não se sabendo quanto principiou. Contudo, esta manifestação de fé tem gerado muitas controvérsias ao longo dos anos por parte de alguns párocos da freguesia, que a condenam veemente. Dizem não estar de acordo com os dogmas da igreja, nada ter de fé, onde se põe em evidência o orgulho e vaidade. No entanto, para os carçonenses, esta é a uma forma como tantas outras de manifestarem a sua fé e vão preservando este costume secular ano após ano.

 

 

 

 

00069syb

     Ornamentação

0006a8qd

                          Ornamentação da Igreja

0006b51e

     Procissão de Velas

0006c99g

                          Procissão de Velas - Largo das Fontes

0006z02c

                          Retábulo-mor

Procissão no dia 26 de Agosto

O cumprimento das promessas...

 

0006kb2d

                          Santa Teresinha

0006h737

                          Nossa Senhora de Fátima

0006g50g

                          São Roque

0006feqq

                          Nossa Senhora do Rosário

0006ex8s

     Sagrado Coração de Jesus

0006dk90

     Senhor dos Passos

0006p81z

    Nossa Senhora das Graças - colocação de promessas no adro da igreja

0006q54q

     Bairro da Igreja

0006se0s

     Bairro da Igreja

0006rtt6

     Milhares de fiéis

0006t000

                          Bairro de Cima

0006wpc0

      Paça

0006xx0a

                          Bairro da Igreja

0006yby1

     Bairro da Igreja

 

 

publicado por almocreve às 01:20
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De Anónimo a 10 de Setembro de 2007 às 16:30
Boa tarde carçonenses.
Estou muito feliz com as fotografias exibidas.
Já há alguns anos que não posso estar presente às cerimónias em honra da Senhora das Graças, mas nesse dia o meu pensar está sempre presente nessa terra maravilhosa.
bjs
De a 10 de Setembro de 2007 às 16:59
Pois eu, contrariamente ao que foi escrito, considero esta tradição das coisas mais repugnantes que tenho visto na minha vida.
A Biblia diz: "Não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua mão direita".
Eu pergunto a mim mesmo, qual é a verdade que existe em tudo isto? Será que é ignorancia ou vaidade?Só vejo hipocrisia e ostentação.
Epá! fico muito feliz que alguns dos nossos conterranêos estejam bem na vida, mas não é preciso mostra-lo, nem acho que seja muito sério faze-lo desta forma.
Na verdade, só vejo defender estas coisas que tem interesse que assim continue. Só interessa aos mordomos porque lhes dá garantia de conseguirem dinheiro para esbanjar com "p... encoirachas" e aos vaidosos...
Tenho dito...
De a 10 de Setembro de 2007 às 17:06
(cont.)
Acho lamentável que os autores do blog tenham seleccionado um conjunto de fotos que alimentam exactamente esta necessidade de ostentação.

Vou-me dedicar nos próximos 5 minutos a contar as notas que estas nas fitas das várias fotografias.

Isto é ridiculo e asqueroso.
É lamentável que no séc. XXI ainda aconteçam coisas destas.
De Fátima a 11 de Setembro de 2007 às 03:08
Estimado Zé.
Aconselho-o ler melhor o texto, pois não me parece que o tenha entendido na sua totalidade ou qual a principal mensagem que os responsáveis do blog queriam transmitir. No meu ponto de vista, as imagens seleccionadas foram propositadas para se colherem algumas opiniões divergentes desta tradição e como disse, muito pouco usual nos dias de hoje.
Respeito a sua opinião, mas penso que a deveria manifestar de outra forma, sem ofender quem pratica a tradição, pois não se esqueça, cada pessoa tem uma forma de pensamento e uma maneira de estar diferente e não devemos condenar os outros por não agirem ou pensarem da mesma forma que nós.
Quanto à tradição, penso que se deve manter. Na minha opinião nada tem de repugnante ou ridículo pois trata-se de uma tradição/manifestação de fé como muitas outras que já os nossos avós e pais a praticavam com grande convicção e crença.
De almocreve a 12 de Setembro de 2007 às 01:09
Prezado Zé!
Aceito que não concorde com esta manifestação de Fé e que até o incomode. Contudo, como já foi referido, penso que se poderia manifestar de outra forma, sem ofender seja quem for, pela prática desse acto.
Se ler com mais atenção o texto irá verificar que não é nossa intenção incutir seja o que for a não ser um debate sobre o assunto, pois tivemos o cuidado de referir que há pessoas que não concordam e outras acham que deve ser uma tradição a manter.
Quanto às fotografias inseridas, foi nosso propósito colocar estas, para dar lugar a um pequeno debate sobre o assunto. No entanto, penso não ser correcto de sua parte chamar as pessoas de ignorantes ou vaidosas por manifestarem a sua crença de forma tão exteriorizada.
No seu ponto de vista, acha que todas as pessoas que colocam o dinheiro nas varandas de suas casas, no adro da igreja ou muros das ruas, o fazem por vaidade ou exibição? Julgo que não.
No meu ponto de vista, penso que também deve ser uma tradição a manter desde que seja feita com fé.
Concordo consigo no ponto onde refere «…esbanjar com p… encoirachas» ou seja, essas ofertas uma vez que têm um sentimento muito especial por parte da população, penso que não deveria ser utilizado para fins profanos, mas apenas para a igreja.
De a 12 de Setembro de 2007 às 10:33
O argumento da Fé não me convence... Eu entendo as promessas como uma "paga" /resposta / agradecimento humano a uma graça divina. Não entendo porque esse agradecimento não deve ser feito duma forma recatada. Tal como eu também não gostaria que o meu patrão me viesse dar pagar o ordenado no café à frente de toda a gente, também julgo que Nossa Senhora não gostará de todo este alarido (salvo as devidas diferenças).

Sejamos justos e sérios, alguém acredita que a motivação maior de tudo isto não é a ostentação e a vaidade.
Uma fé esclarecida e verdadeira não permite atitudes destas. Uma fé esclarecida condena a ostentação, o orgulho a vaidade.

"Palavras do pregador, filho de David, rei em Jerusalém: Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades, É tudo vaidade.." Eclesiastes 1:1 e 2.

Vaidade: "Qualidade do que é vão, instavél, ou de pouca duração. Desejo imoderado e infundado de merecer a admiração dos outros. Vanglória, ostentação, futilidade." Dos Dicionários
De António Fernandes a 11 de Setembro de 2007 às 14:17
Boa tarde carçonenses!
Eu também já a alguns anos que nã posso estar presente nesse dia tão especial. Agradeço as fotos colocadas neste blog.
Quanto à tradição, embora muito controversa penso que se deve manter, uma vez que, como foi referido pela conterrânea Fátima, vem já dos nossos progetinotes.
Será que este costume ou manifestação de fé é ignorância dos crentes? penso que não. A ignorância vem das pessoas que não a compreendem ou levam estes actos para outros caminhos. Na ninha opinão, o sentimento tão exteriorizado pelos carçonenses deve-se às suas características tão singulares e que deve ser louvável como outra qualquer.
De Anónimo a 13 de Setembro de 2007 às 19:34
Parabéns aos responsáveis pelo blog.
As fotografias sobre a procissão estão muito interessantes, pois elucidam bem uma tradição que os carçonenses tanto prezam.
Não penso que o acto de se colocar oferendas nas fitas da Senhora das Graças ou outro Santo seja um acto de vaidade ou ostentação, muito pelo contrário. Eu toda a vida coloquei as promessas na varanda da casa de meus avós, onde já eles e meus pais o faziam da mesma maneira, e com muita devoção. Ou seja, a grande questão nesta prática é que se trata de uma tradição e sendo assim, viso que são já tão poucas as existentes na povoação, devemos preservá-la ao máximo.
De Luis Filipe a 13 de Setembro de 2007 às 21:35
Mais uma vez, dou os parabéns à Almocreve pelo excelente blog dedicado a Carção.
Quanto à tradição, também sou da opinião que se deve manter pelo facto de ser já praticada pelos nossos progenitores com grande crença.
Um abraço para todos
De ANTÓNIO LOPES a 22 de Abril de 2010 às 11:35
Caros (as) amigos (as);

PROPOSTAS DE ESPECTÁCULOS:


LUCAS & MATHEUS (dupla brasileira)
18 anos de carreira em Portugal. Brevemente no mercado o 18º cd (editora Espacial).
Espectáculos em playback (com ou sem bailarinas) ou com banda (12 pessoas em palco, 8 músicos, 2 bailarinas e a dupla).
Romantismo quanto baste, mas fundamentalmente a animação com as canções mais ritmadas.
Os concertos são simplesmente fabulosos.
Site:
www.lucasematheus.com


LÉO & LEANDRO (dupla brasileira)
3 anos de carreira em Portugal. Brevemente no mercado o 3º cd (editora Espacial).
Espectáculo em playback (com ou sem bailarinas) ou com banda (10 pessoas em palco, 6 músicos, 2 bailarinas e a dupla).
Romantismo quanto baste, mas fundamentalmente a animação com as canções mais ritmadas.
Os concertos são surpreendentes.
Site: www.leoeleandro.com.pt


BANDA CORAÇÃO SERTANEJO
Um grande projecto. Sairá brevemente o seu 1º cd editado em Portugal pela editora Espacial. Na linha das bandas brasileiras Calcinha Preta e Calypso, pretende ir de encontro ás pretensões do nosso mercado. Animação total, com repertório próprio e também interpretando os grandes sucessos da música do Brasil. O cd será composto por 12 canções inéditas abarcando diversos estilos, tais como: FORRÓ, CARIMBÓ, CALYPSO, BAIÃO, SERTANEJO, etc.
A banda será composta por 6 músicos, um casal de bailarinos (trajados a preceito), um vocalista e uma vocalista. Um concerto imperdível.
Site: brevemente

AGRUPAMENTO MUSICAL IVASON
Formado há 10 anos, com 9 cd´s editados lançarão brevemente o 10º através da editora Espacial, composto por 12 canções inéditas.
A música de baile no seu estado mais puro, 100% portuguesa. Na melhor tradição do bailarico de aldeia, são 3 horas consecutivas de temas só para dançar sem parar.
Esta banda é das mais solicitada para actuações em festas populares, o que atesta de facto a sua qualidade e prestígio.
Site:
www.ivason.com

Nota: Aguardo o vosso contacto para mais informações.

ANTÓNIO LOPES (913729192/960195669/email:
antonio.alproducoes@gmail.com)

Comentar post

Participa na Almocreve 2009

 

Contactos:

paulolopes78@hotmail.com

carcao@hotmail.com

.

.

.

.

.

Envie-nos fotos, artigos e outros...

paulolopes78@hotmail.com

hit counter

.pesquisar

 

.favoritos

. Algumas orações dos marra...

.links

.as minhas fotos

.arquivos

blogs SAPO

.subscrever feeds