Domingo, 7 de Setembro de 2008

Apresentação dos Livros "um dos maiores eventos culturais que Carção já efectuou"

 

“Um dia memorável”

 

Desde há muito que a Almocreve tinha planeado um dia memorável para Carção. Em consequência da publicação da obra intitulada “Carção, a capital do marranismo” da autoria de Fernanda Guimarães e António Andrade e da quantidade de factos inéditos da história marrana de Carção, agendámos para o dia 29 de Agosto, altura em que se encontravam grande parte dos carçonenses na sua terra natal, o I Colóquio Judaico-Trasmontano “o caso de Carção”. Estava confirmada a presença de muitos peritos/investigadores da matéria ligados aos estudos Sefarditas da Cátedra da Universidade de Lisboa e de outras universidades. Não foi possível a realização deste evento para este ano, mas no seu lugar realizamos a apresentação dos livros “Carção, a capital do marranismo” e “Carção, um pedacinho do Reino Maravilhoso”, que no nosso ponto de vista, acabou por se tornar num verdadeiro Colóquio.

Não podemos deixar de salutar o empenho e apoio da C.M. de Vimioso, J.F. de Carção, a Associação CARAmigo e a Comissão de Festas de Nossa Senhora das Graças para que tudo decorresse na perfeição.

Convidamos para moderador o Sr. Francisco Costa Andrade e como intervenientes tivemos os autores dos livros: Fernanda Guimarães, António Andrade, Sofia Jerónimo e Sara Afonso (autora do livro “Enquanto o tempo quiser”) e também o vereador da cultura/vice-presidente da C.M. de Vimioso.

O Salão da Casa do Povo estava deslumbrante. Sobre a mesa e para homenagear as tecedeiras de Carção, colocámos duas belíssimas colchas de linho e nas partes laterais do palco, duas alforges, uma pequena simbologia/representação do almocreve de Carção. Na parede lateral, um grande brasão, símbolo máximo da povoação e os títulos dos livros ao qual o evento foi dedicado.

O mais surpreendente foi verificar um salão repleto de pessoas, muitas das quais já não tiveram lugar no interior do salão. É certo que a maioria da assistência era oriunda de Carção, mas também estava presente muita gente das mais variadas partes do país e que não tinha qualquer ligação a Carção, a exemplo de Lisboa, Belmonte, Alfândega da Fé, Miranda do Douro, Bragança, povoações vizinhas, etc., souberam do evento através dos jornais ou blogue da Almocreve. Outro facto marcante foi a presença em peso de toda a comunicação social da região.

O evento durou cerca de 2 horas, mas o entusiasmo das pessoas nunca desvaneceu, as pessoas não saíram dos seus lugares, tal o interesse demonstrado.

Eu, como presidente/representante da associação Almocreve (organizador do evento) fui o primeiro a intervir e dar as boas vindas a todas as pessoas, chamando de seguida o nosso convidado e moderador Francisco Costa Andrade, que de seguida apresenta todos os intervenientes.

A primeira pessoa a intervir foi Sofia Jerónimo, demonstrando grande sensibilidade, emoção e carinho pelas lembranças passadas na povoação. Seguiu-se o Sr. António Andrade, que focou a urgência de criar uma Rota Judaica na região que juntamente com Fernanda Guimarães, de alguns anos a esta parte, têm vindo a demarcar, como factor importante para o seu desenvolvimento. Por fim, seguiu-se Fernanda Guimarães, onde para além de falar um pouco do livro, focou a importância da "Pedra" localizada na Rua do Meio, onde está representado um Leão Corado em alto relevo – símbolo judaico do “Guardião do Templo”, dos Cruciformes – símbolo da “importância dos cristãos-novos exteriorizarem a sua crença cristã” e da Fénix.

Posteriormente, num dos pontos mais altos do evento, Fernanda Guimarães referiu todos os nomes das pessoas que foram queimadas nas fogueiras dos Autos-de-Fé, vítimas da intolerância/fanatismo religiosa. Enquanto a autora do livro foi referindo cada nome, prestou-se uma grande homenagem com todas as pessoas de pé e em silêncio, a todas essas vítimas. Por fim, falou o vice-presidente da C.M. de Vimioso, o Doutor Jorge Fidalgo da importância de preservar a cultura e criação de uma Rota Judaica para o concelho.

Outro ponto extremamente interessante, foi o debate entre o público e os intervenientes. Foi muito interessante verificar o entusiasmo e interesse das pessoas por esta temática. Foram muitos os que interviram e muitos outros que gostavam de ter intervido, mas o evento já não se podia prolongar muito mais. No “ar”, ficou o desejo dos populares colocarem um memorial de invocação a todas as pessoas relaxadas nos Autos-de-Fé e a importância da criação de uma Rota Judaica na povoação e região.

Por fim, seguiu-se a sessão de autógrafos, o Porto de Honra e o espectáculo dos gaiteiros de Constantim, que fizeram a arruada até à II Feira de Artesanato.

Como destaque, não podíamos terminar este resumo sem falarmos do nosso conterrâneo Francisco Costa Andrade. A sua prestação foi magnífica a todos os níveis: pela organização do salão e apresentação dos livros, pelo seu grande empenho, dedicação e sobretudo, pelo seu grande entusiasmo e sensibilidade demonstrado pelo evento.

Por outro lado, prestamos também os nossos agradecimentos à Fernanda Guimarães, António Andrade, Sofia Jerónimo e Sara Afonso pela presença neste dia memorável.

Como uma imagem vale mais que mil palavras, aqui vos deixamos alguns dos registos. Mais tarde, iremos mostrar-vos uma parte da filmagem do evento.

 

 

 

 

Início da Apresentação dos livros: Paulo Lopes - representante da Associação Almocreve

 

 

 

Paulo Lopes - representante da Associação Almocreve

"Finalizando o discurso"

 

 

 

 "O Salão repleto de pessoas"

 

 

 

"Outra vista da assistência"

 

 

 

 "Alguns dos membros da Associação Almocreve"

 

 

 

 "O Brasão de Carção - `Símbolo da freguesia"

 

 

 

"O entusiasmo do Sr. Francisco Costa Andrade - Moderador do evento"

 

 

 

 "A Sónia a ler alguns excertos dos livros"

 

 

 

"O Sr. Francisco C. Andrade a dar a palavra à primeira interveniente - Sofia Jerónimo"

 

 

 

 "Sofia Jerónimo a apresentar a sua obra"

 

 

 

 "O Sr. António Júlio Andrade, segundo interveniente, a salientar a importância da criação de uma Rota Judaica na região"

 

 

 

 "Fernanda Guimarães a realçar a importância de Jorge Henriques e outras pessoas na comunidade marrana de Carção"

 

 

 

 "Homenagem às 18 vítimas relaxadas nos Autos-de-Fé, vítimas da intolerância religiosa"

 

 

 

 "A curiosidade/interesse da assistência nas obras"

 

 

 

"A intervenção do Doutor Jorge Fidalgo - vereador da cultura da C.M. de Vimioso"

 

 

 

"Sessão de autógrafos"

 

 

 

 "Sessão de autógrafos"

 

 

 

 "Sessão de autógrafos"

 

 

 

 "Porto de Honra"

 

 

 

 "O espectáculo dos gaiteiros de Constantim"

 

 

 

publicado por almocreve às 18:27
link do post | comentar | favorito
|
12 comentários:
De Susana a 8 de Setembro de 2008 às 14:37
Parabéns aos organizadores do evento. Pelas imagem dá para imaginar que foi sem dúvida um dia memorável
De almocreve a 14 de Setembro de 2008 às 00:55
Olá Susana! De facto a apresentação dos livros foi um dia muito importante para Carção.
Bjs.
De André Santos a 9 de Setembro de 2008 às 02:09
Tive pena não estar presente. A verificar pelas imagens, acredito que tenha sido um dia memorável.
Viva Carção, a Capital do Marranismo :)
De almocreve a 14 de Setembro de 2008 às 00:54
Bom dia, André Santos. Para quem não teve oportunidade de assistir à apresentação dos livros, mais tarde, iremos colocar algumas filmagens neste blogue.
De Fábio a 9 de Setembro de 2008 às 11:52
Carção está de parabéns. Estes eventos só engrandecem a freguesia.
Viva Carção
Viva a Capital do Marranismo
De almocreve a 14 de Setembro de 2008 às 00:55
Olá Fábio. Obrigado pelo teu comentário.
Esperamos que este e outros eventos tragam alguma projecção a Carção. Na apresentação do livro, foram referidos projectos e outras ideias muito interessantes:
- A colocação de um memorial de invocação a todas as pessoas vítimas da intolerância religiosa.
- A criação de uma Rota Judaica na povoação e concelho
- A importância da pedra da Rua do Meio (Leão – guardião do Templo).
- Etc.
Contudo tememos que este e outros projectos não passem disso mesmo, que nunca se venham a realizar.
Cumprimentos.
De Francisco a 12 de Setembro de 2008 às 00:06
Parabens pelo evento :)
Obrigado por levares sempre o Bom nome e as gentes de Carção por esse Mundo fora.
Espero que tenhas gostado das Fotos e sempre que preciares já sabes conta cmg , melhor Carção pode contar cmg
[[[]]]
De almocreve a 14 de Setembro de 2008 às 01:11
Olá Francisco.
Obrigado pela tua visita e comentário. É obvio que para divulgarmos o Bom-nome de Carção um pouco por todo lado é extremamente importante a participação de todas as pessoas. Por exemplo, a tua participação na Almocreve tem sido uma mais-valia através de todos os registos fotográficos que tens vindo a realizar e sobretudo a ceder não só para a revista mas também para este blogue e Amigos de Carção.
Se fizeres o favor, envia-me o teu e-mail.
Um grande Abraço,
Paulo Lopes
De Andreia a 8 de Novembro de 2008 às 15:18
LOOL!
Os gaiteiros sao de constantim, mas o do bombo é de avlanoso!
xD!
De Teresa da Cunha Lopes a 30 de Dezembro de 2008 às 04:17
Vivo em Morelia, no México, mas por parte da familia do meu pai tenho raízes em Carção . Fiquei muito interessada no livro "Carção, a capital do marranismo”. Como o posso comprar?
Obrigado
Teresa da Cunha Lopes
De almocreve a 31 de Dezembro de 2008 às 03:54
Olá Teresa
Obrigado pela visita.
para adquirir o livro só terá que me enviar o seu e-mail para o meu:

paulolopes78@hotmail.com

De organização de eventos a 16 de Dezembro de 2010 às 17:46
Eu estive neste eventos. Foi mt bom!

Comentar post

Participa na Almocreve 2009

 

Contactos:

paulolopes78@hotmail.com

carcao@hotmail.com

.

.

.

.

.

Envie-nos fotos, artigos e outros...

paulolopes78@hotmail.com

hit counter

.pesquisar

 

.favoritos

. Algumas orações dos marra...

.links

.as minhas fotos

.arquivos

blogs SAPO

.subscrever feeds