Terça-feira, 23 de Dezembro de 2008

Boas Festas

 

 

 

Natal

 

Nesta quadra de magia,

Dum encanto sem igual,

Desejo-vos, junto de toda a família,

Um Santo e Feliz Natal.

 

Que as bênçãos do Natal,

Se espalhem por toda a Terra,

Eliminando tanto ódio, tanto mal,

Tanto sofrimento, fome e guerra.

 

Que não seja apenas fantasia,

Consumismo, luz, música e cor,

Mas haja em cada família,

Compreensão, justiça e amor.

 

Que o ano que se aproxima,

Seja melhor, mais venturoso.

Com saúde, paz e alegria,

Um muito Bom Ano Novo.[1]

 

 

Sofia Jerónimo



[1] Estas quadras foram oferecidas por Sofia Jerónimo à associação Almocreve do qual muito lhe agradecemos.

 

 

publicado por almocreve às 13:43
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De R. Arruda a 23 de Dezembro de 2008 às 18:42
Olá Paulo
É muito interessante a pintura. Podes indicar-me o artísta?
Feliz Natal
De almocreve a 14 de Janeiro de 2009 às 22:35
Olá Arruda
o pintor chama-se Pieter Brueghel
um grande abraço e um novo ano cheio de saúde
De conceição gonçalves a 2 de Janeiro de 2009 às 19:55
sofia, tenho lido algumas coisas tuas e tenho gostado muito. Gostava que me mandasses os teu mail. Mas antes de mais vou dizer quem eu sou . sou filha do teu primo zé bravo de carçao. Estou em Lisboa a dar aulas, e tambem gostava de participar. Bom Ano. Beijinhos da tua prima São
De almocreve a 14 de Janeiro de 2009 às 22:26
Olá Conceição Gonçalves
Infelizmente, Sofia Jerónimo ainda não tem e-mail.
Teríamos muito gosto que participasse na revista.
O meu contacto é o seguinte: paulolopes78@hotmail.com
Cumprimentos,
Paulo Lopes


De Anónimo a 8 de Janeiro de 2010 às 11:28
olá São
Estás boa?
Só hoje vi o teu mail do ano passado.Imagina a minaha ignorância nesta área de informática.
Embora atrasada, desejo-te um Bom Ano de 2010, junto de toda a família.
Um beijinho
Sofia
Já agora envio-te a canção dos Reis que queria mandar para a Revista, mas não consigo.
Epifania, Festa dos Reis.
Ah!como sinto saudades,
Tal como vós sentireis,
De, ao tocar das Trindades,
um grupo de pequenos rapazes,
com grande animação,
Tocarem à porta, para cantarem os reis,
Na casa de meus pais em Carção.
«Ó de casa nobre gente,
Se escutardes ouvireis,
Venho-vos pedir licença,
Para vos cantar os Reis.
Um Raminho dois raminhos,
Três raminhos em seu peito,
Vivam os donos desta casa,
Que esta vai a seu respeito.
Esta tradição ensinei,
Aos alunos na minha escola,
Que foram cantar os Reis,
Batendo de porta, em porta.
Dos confins do Oriente,
Os três Reis estão a chegar,
Venham-lhes abrir as portas,
Para poderem entrar.
As portas já estão abertas,
Entremos com alegria,
Dando graças e louvores,
À Virgem Santa Maria.
Refão
Com muitas graças aqui viemos,
As Boas Festa lhes cantaremos.

Os três Reis se prostraram,
Ante aquelas palhinhas,
E ao Menino Deus ofertaram:
ouro, incenso e mirra.
E, admirados exclamaram:
Meus Deus que tanta humildade,
Tão diferente dos reis da Terra,
Ávidos de poder e riqueza,
Oh! que lição tão bela!
Nós somos de gente nobre,
não cantamos por dinheiro
Mas para pedir ao Menino
Que dê paz ao Mundo Inteiro.
Que a estrela que iluminou os reis,
Ilumine toda terra,
Para que haja mais justiça,
Em vez de fome e de guerra.
Ó meu Menino Jesus,
Por vossa infinita bondade,
Inundai co vossa luz,
Vos peço mais uma vez,
Toda a humanidade.
Que haja em cada família,
Saúde, amor e e harmonia.
Neste Novo Ano de 2010.
Matosinhos, 2010/01/07
Desculpa o atraso, mas espero aprender, par podermos falar melhor.
Um grande beijinho
A tua prima Sofia.

Comentar post

Participa na Almocreve 2009

 

Contactos:

paulolopes78@hotmail.com

carcao@hotmail.com

.

.

.

.

.

Envie-nos fotos, artigos e outros...

paulolopes78@hotmail.com

hit counter

.pesquisar

 

.favoritos

. Algumas orações dos marra...

.links

.as minhas fotos

.arquivos

blogs SAPO

.subscrever feeds